quarta-feira, 29 de junho de 2011

Estado de Graça

O país está em estado de graça (se fossem todos cristãos, podiam ir à comunhão), mas começa-se a verificar alguns pecados, que indelevelmente vão, a curto prazo levar ao inferno. Aquela do fNobre, podia até, ter sido uma boa, se tivessse sido sNobre, pois pelo menos, matava a fome a muita gente. Assim porrada na cabeça. O PC-pm falava em 10 ministros, mas foram 11, o que deu um desvio de 10% (coisa pouca, para quem há bem pouco tempo dizia que 9% era muito). Gostava de saber se os ministros vão ganhar de acordo com a lei (nenhum pode ganhar mais que o PR), ora como o Presidente está a custo zero, quero ver se o PC-ms que esteve na DGI a ganhar 25.000 e depois foi para a Adm doBCP a gnhar o quê?..., vai agora ganhar nenhum!... 
O governo apresentou o OE na AR, em 129 pág. (nada comparado com as 65.000 fotocópias do PP-mne) o que mostra um a poupança significativa, já que são poucas pág., no entanto, fala-se já de que o Imps. vão aumentar: IVA de 13 para 23% (mais 10%), de 6 para 23% (ai...), e vai aparecer um novo IRS (de uma só vez), será os tais 10%?
Enfim estamos num país 10%, por isso é que 10% dos políticos/seus filhos estão colocados em empresas quye foram do estado e agora são públicas. Senão vejamos onde estão empregados os filhos de: Teixeira dos Santos, António Guterres, Jorge Sampaio, Marcelo Rebelo de Sousa, Edite Estrela,
Jorge Jardim Gonçalves e Otelo Saraiva de Carvalho; e ainda...o irmão de Pedro Santana Lopes?; (na PT) estão também nos quadros da empresa, ou da subsidiária TMN, João de Deus Pinheiro, Briosa e Gala, Jaime Gama, José Lamego, Luis Todo Bom, Álvaro Amaro, Manuel Frexes e Isabel Damasceno.
Onde estão Fernando Nogueira, Miguel Beleza, Bagão Felix, Mira Amaral, Eduardo Catroga, Leonor Beleza, etc.?
O assessor do PP-mne, há chegou-se-lhe ao pé e segredou: snr ministro as suas fotópias estão velhas, o papel, amarelo e além disso o snr está próximo, outra vez, dos originais e estão a ocupar muito espaço... Tem razão snr assessor, por favor tire uma cópia de cada e proceda à sua destruição...

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

O meu neto António, nasceu às 15,10 h e pesava 3,550 kg. Parece um homem...!

sexta-feira, 2 de julho de 2010

E isto hem?

Ouvi, ontem, não sei  se na Austria ou Austrália que numa inquirição pública o povo demonstrou mais agrado pelas prostitutas, do que pelos políticos. Eu também sou dessa opinião e acho que se se fizesse um estudo de opinião por estas bandas o resultado seria o mesmo ou idêntico. Agora imaginemos, que se iria pôr as coisas no lugar e davamos o poder às putas e punhamos os políticos a prostituir-se. Não era novidade nenhuma, já que é o que a maioria faz, mas teria piada o presidente do PS ou do PSD a dirigir-se aos seus apaniguados:"meninos à sala", ou então "agarre-se ao barão e desça por ele abaixo". que está aqui um senhor para vos acompanhar...
ou então vê-los a rameirar pelas esquinas (àqueles mais velhos, já passados e com manias).
Quanto ao governo vá lá: para o poder local teríamos as mulheres da mata do Furadouro, da estrada de Albergaria ou da recta de Pegões, mais velhas e experientes, para quem qualquer coisa serve, habituadas a tudo e a nada. Aviavam os seus governados na beira da estrada, economizando o consumo da luz, telefone e até água das sedes de Juntas e Câmaras, dispensando mesmo os imoveis, podendo fazer a aviação no próprio carro ou na roulote para as mais endinheiradas.
Para os governos regionais iriam aquelas mais selectas, que se mantêm com comodidade, habituadas aos senhores mais endinheirados. Para os governos centrais, aí já seriam as putas finas, já com finos gostos habituadas a conviver com os políticos e governantes, com prática para as dignas funções que iriam dempenhar.,
Aqui poderiam candidatar-se todas as que detêm perfil. Há, no entanto um risco: o aparecimento das putas encobertas, o que tornaria as coisas dificeis para osconjuges, mas penso que rapidamente se resolveria a questão ao explicar-se ao corno manso que passaria a ser o tipo com sorte, o que acalmaria a sua descoberta.
Enfim os políticos passariam a ter a sua actividade justificada, escusando de praticar a sua marafonice às escondidas, poupando dinheiro às polícias nas escutas, sendo os chulos oficialmente considerados, eleitos democraticamente nos congressos, podendo gerir todas as putas ranhosas que pululam no parlamento.
Quanto aos governantes, tanto podiam ser as mulheres de má vida, como os putos, e o governo seria uma grande putaria. Aqui a chulice seria a mesma, continuavamos a pagar impostos, mas o objectivo seria diferente e muito mais rendoso, já que os locias da governação seriam muito mais saudáveis, porque ao ar livre (ou espaços adequados, em vez dos palácios de Lisboa, e da Assembleia) por exemplo no parque Eduardo VII, o que economizaria rios e rios de dinheiro.
Assim deveríamos proclamar já : "putas ao governo!"

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Ignorantaço

Como sou ignorante?... O meu pai dizia-me: Ó filho os teus estudos são tão caros!... E eu respondia-lhe: Olhe que sou dos que estudam menos... Tenho pena de não ter gasto mais dinheiro ao meu pai. Assim era capaz de perceber alguma coisa quer de futebol, quer de economia. Mas não percebo nada, pois como é possível, na minha ignorância, que um accionista que detem 500 acções de uma empresa (um cagalhionésimo) impeça a decisão de 76% dos restantes accionistas? Todas as minhas propostas para acabar com a crise foram ignoradas (e se calhar criticadas). Não percebo porque é que um partido que defende o fim das SCUT, vota contra as portagens, passando a chamar-se SPUT (sem portagens para os utilizadores). Enfim, de economia, népias...
No futebol teria percebido porque que é que o treinador (Professor, Dr em Motricidade Humana-mexam-se! porra), substituíu um jogador que estava a jogar bem e deixou no campo um que não jogava nada. (Diz-se, por aí, que não teve "tomates" para substituí-lo e agora vai ser substituido, parece, por um espanhol).
Por isso acho que sou um grande ignorante e já não vou a tempo de deixar de sê-lo.

Calhaus Rolados

Calhaus rolados, são pedaços de rocha que por acção da erosão, água ou gelo, se tornam arredondados.
O meus calhaus são recolhidos numa praia a Sul de Viana do Castelo, Praia da Amorosa, em virtude da variedade das suas cores e tamanhos.
Após a recolha são lavados cuidadosamente, seprados por calibres e armazenados.
À medida das necessidades vão sendo colados, com uma cola forte, para que formem as construções para que são utilizados.
Comecei isto como uma ocupação de tempos livres e hoje já me ocupa outros tempos que não só os livres, em virtude da procura que tem ocorrido, por parte dos meus amigos e depois da grande divulgação que fizeram.
Agora vendo-os e vou desenhando outros modelos.
Cumprimentos
Manuel Costa

Nota: Se pretenderem adquir algum podem solicitá-lo pelo e-mail: mcosta99@gmail.com ou telm 968049860

Quem sou?

A minha foto
ESPARGO -Santa Maria da Feira, Aveiro, Portugal
Sou coleccionador de presépios e crucifixos. Gosto de manusear as pedras e dar-lhes formas. Tenho conseguido algumas figuras muito bonitas.

Sou eu

Sou eu

Eu no jornal Terras da Feira

Eu no jornal Terras da Feira
Artesanato